UFSC » IRIS - Instituto de Pesquisa em Riscos e Sustentabilidade

Publicado em 19/11/2015 às 17:51

Notícias

CHAMADA PARA CANDIDATOS DO CURSO DE CIÊNCIAS SOCIAIS DA UFSC A DUAS VAGAS DE BOLSA DE GRADUAÇÃO SANDWICH PARA 10 MESES NA HOLANDA
Publicado em 15/04/2017 às 20:06

CHAMADA PARA CANDIDATOS DO CURSO DE CIÊNCIAS SOCIAIS DA UFSC A DUAS VAGAS DE BOLSA DE GRADUAÇÃO SANDWICH PARA 10 MESES NA HOLANDA

 

Dentro do convenio Capes/Nuffic que a profa. Julia Guivant coordena no Brasil junto com o Environmental Policy Group da Wageningen University (Holanda) (http://www.wur.nl/…/Social-S…/Environmental-Policy-Group.htm) apresentamos a chamada para duas vagas de graduação em Ciências Sociais da UfSC para realizar um estágio de 10 meses naquela Universidade.

A bolsa é de 850 euros, mais seguro saúde e passagem ida e volta. E pode começar a ser efetivada a partir do segundo semestre (setembro 2017).

Os requisitos são:

Ter obrigatoriamente obtido no Exame Nacional do Ensino Médio (Enem) nota igual ou superior a 600 pontos (média ponderada de todas as provas, incluindo a redação), em exames realizados no período de 2009 a 2014;

Ter cumprido no mínimo 40% e no máximo 80% do currículo previsto para seu curso, no momento previsto para o início da Missão de Estudos. O retorno ao Brasil deve ocorrer com pelo menos 1 (um) semestre letivo de antecedência ao prazo regulamentar de conclusão da graduação.

Ter certificado de inglês. Neste link podem encontrar todas as informações sobre isto. Este é um requisito inegociável.
http://www.wur.nl/…/A…/English-language-proficiency-EU-1.htm

O contato para envio dos documentos à candidatura deve ser através do email: julia.guivant@ufsc.br entre os dias 17 de abril a 28 de maio. A partir dessa data será realizada uma entrevista oral com os candidatos que preencham os requisitos.

Aguardamos o contato!

Abril
Publicado em 15/04/2017 às 19:45

IMG_0457No dia 7 de abril as 14 hs teve lugar a reunião plenária do Fórum Catarinense de Combateaos Impactos dos Agrotóxicos e Transgênicos (FCCIAT), na Procuradoria-Geral de Justiça do Ministério Público de Santa Catarina (MPSC).

Fomentado pelo MPSC, Ministério Público Federal (MPF) e Ministério Público do Trabalho (MPT), o Fórum foi criado em fevereiro de 2015 com a finalidade de instituir um espaço de debate para formulação de propostas, discussão e fiscalização de políticas públicas relacionadas aos impactos dos agrotóxicos e transgênicos na saúde da população.

Atualmente, mais de 80 instituições públicas e privadas integram o grupo. Na reunião do dia 7 de abril, os representantes das entidades foram eleitos os novos Coordenador Geral, Coordenador Adjunto e Secretário Executivo do FCCIAT e aprovado o Plano de Ação e diretrizes políticas a serem desenvolvidos em 2017. A Dra Julia S. Guivant e a bolsista de IC Adelli Saramento estiveram presentes representando o IRIS.

Fevereiro
Publicado em 16/03/2017 às 18:27

No último dia 06 de fevereiro de 2017, na sala Prof. Silvio Coelho dos Santos, nº 110 – Departamento de Antropologia – UFSC, ocorreu a defesa da Dissertação de Mestrado, no Programa de de Pós-Graduação em Sociologia Política, do pesquisador do IRIS Ricardo Paes. Título da Dissertação: Uma análise sociológica do Licenciamento Ambiental: O controverso projeto de construção do Parque Hotel Marina Ponta do Coral, Florianópolis, SC. Fizeram parte da banca examinadora: Orientadora Dr.ª Julia Silvia Guivant – UFSC; Dr. Adilson Francelino Alves - (Prof. Associado da Universidade Estadual do Oeste do Paraná); Dra. Marília Luz David – (IRIS-UFSC); Dra. Marcia Grisotti – (PPGSP-UFSC).                                                                                                                                                                                                            

Dezembro
Publicado em 05/12/2016 às 11:51

 

Ambiente e sociedade logoEstá disponível online o mais recente volume da Revista Ambiente & Sociedade (19.3). jul./set. 2016
Para acessar e ler todos os artigos de forma gratuita, é só clicar aqui.

Este volume da Ambiente e Sociedade apresenta 14 artigos que abordam uma diversidade de temas: agroecologia e suas múltiplas polissemias, práticas de educação ambiental, comportamento ambiental de estudantes universitários, ecossistemas e vulnerabilidade, turismo em zonas costeiras, políticas públicas de desenvolvimento, ambientalismo e redes de informação e comunicação, política de controle de agrotóxicos, estratégias de racionalização do uso da água. Em todo volume da revista aborda-se temas que têm destaque na agenda ambiental com foco na problemática relacionada às tecnologias que promovem aumento da capacidade de produção de alimentos, e ampliam os riscos ao meio ambiente e à saúde.


IMG_1542No dia 2 de dezembro teve lugar a segunda reunião do Comitê vinculado ao Termo de Cooperação Técnica sobre Sanidade Alimentar (n. 48/2016) na Sala de Sessões da sede do MPSC, Florianópolis/SC, com a seguinte pauta: 1. Atuação conjunta do MPSC-CIDASC-EPAGRI no plano de monitoramento de resíduos de agrotóxicos e metais do Programa Alimento Sem Risco para 2017; 2. Produção e comercialização de alimento seguro e rastreado – EPAGRI de Ituporanga, Agricultor Acácio Laurindo e Engenheiro Agrônomo Wagner Cavon (Rede Angeloni); e 3. Assuntos gerais. O IRIS esteve representado pelas Dras Julia Guivant e Marilia David.

Novembro
Publicado em 17/11/2016 às 11:06

IMG_1486Em 22 de novembro, a coordenadora do IRIS Dr. Julia Guivant participou do Workshop sobre Ciência e a governança da geoengenharia de Gerenciamento de Radiação Solar (GRS)? Uma proposta controversa para abordar alguns dos riscos das alterações climáticas. A oficina explorou o GRS e teve como foco particular um dos desafios atuais mais proeminentes: a governança da pesquisa. Durante o evento foram analisadas as ameaças climáticas enfrentadas pelo Brasil e fornecido uma introdução à ciência do GRS, bem como as questões sócio-políticas e éticas que ele levanta. Os participantes trabalharam juntos para explorar suas esperanças e preocupações sobre GRS, e os seus desafios que amanam para a governança.
Um dos pontos destacados no eventos é que o Brasil é uma das dez maiores economias do mundo e, conseqüentemente, chave para qualquer esforço de construção de governança global, mas o nível de conscientização sobre questões de geoengenharia GRS é baixo entre a comunidade de mudanças climáticas do Brasil. Deste modo, um dos principais objetivos do workshop foi elevar o nível de conscientização sobre as questões de geoengenharia no Brasil, de acordo com sua importância no sistema internacional.
Este workshop foi organizado pelo Centro de Ciências do Sistema Terrestre do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (CCST-INPE) e pela Iniciativa de Governança de Gestão de Radiação Solar, do Instituto Nacional de Pesquisas Espaciais (INPE) em  São José dos Campos (SP).


No dia 16 de novembro de 2016 ocorreu no auditório da Reitoria da Universidade de Brasilia (UNB) o I Colóquio do grupo de pesquisa do CNPq Governagro: Governança, Agronegócio e Redes de Produção Global. No Evento a coordenadora do IRIS, Prof. Dra. Julia Guivant foi convidada a palestrar e discutir em uma mesa redonda sobre “O setor agroalimentar em questão: Enfoque multidiciplinares” A mesa contou ainda com as presenças dos professores Dra. Eve-Anne Buhler da UFRJ e Dr. Juscelino Eudâmidas Bezerra da UNB.


No dia 8 e 9 de Novembro de 2016 nos auditórios do JW Marriott Hotel em Hanói – Vietnã a 3ª Assembleia de Delegados do esquema de certificação voluntária “Roundtable on Sustainable Biomaterials” (RSB). O pesquisador do IRIS e Doutorando do Programa de Pós-Graduação em Sociologia Política, Déberson Jesus participou do evento como delegado da sociedade civil representando a ONG Ethical Sugar do qual também é consultor e pesquisador voluntário. 

Déberson e o Sr, Rolf Hogan, Diretor Executivo da RSB.

Déberson e o Sr, Rolf Hogan, Diretor Executivo da RSB.

A RSB é um esquema de certificação independente e global de múltiplas partes interessadas que trabalha para promover a sustentabilidade dos biomateriais, dentre eles o Ethanol da cana-de-açúcar no qual o pesquisador do IRIS debruça seus esforços de pesquisa. A reunião foi um espaço dedicado, aberto e rico para o diálogo e a discussão do futuro da organização, bem como proporcionou um diálogo aberto sobre a Bioeconomia e o papel da certificação para desafiar fundamentalmente a nossa relação com os combustíveis fósseis.

Durante a assembléia foram discutidos alterações de governança na organização (por exemplo, para aumentar o engajamento e membros da sociedade civil) e também discutido e votado por seus diversos membros globais uma revisão nos Princípios e Critérios da certificação.  Esta revisão dos standards fornece aos usuários requisitos simplificados e mais fáceis de seguir; As alterações pontualmente incluíram: Um novo formato de fácil utilização, que facilita a compreensão de como aplicar os standards; Requisitos de avaliação de impacto simplificados e claros; Integração do requisito de cálculo do GEE com outras ferramentas de medição disponíveis; Uma nova abordagem para medir as emissões de GEE das operações florestais; Um novo requisito que prevê um mecanismo de reclamação para os trabalhadores e as comunidades locais; Adição de um requisito de gestão integrada de pragas.


Kriscie_congresso

Entre os dias 8 e 11 de novembro de 2016, ocorreu em São Paulo, o Congresso Internacional “Global Culture and Aesthetic Cosmopolitanismo”. A conferência foi organizada pelo grupo de pesquisa Cosmopolitismos Juvenis no Brasil, em parceria com o Ministério da Cultura e Comunicação da França, o Gemass da Université de Paris, a ESPM e o Sesc SP, com apoio do Consulado de Israel.
Entre outros temas, a conferência internacional também discutiu as múltiplas formas de cosmopolitismos cotidianos proporcionados pelas práticas alimentares. Na ocasião, a pesquisadora do IRIS e doutoranda do Programa Interdisciplinar em Ciências Humanas, Krisciê Pertile Perini, apresentou o paper escrito em co-autoria com a Profa. Dra. Julia Guivant, intitulado “Food Trucks e a apropriação das práticas alimentares globalizadas”. O trabalho procurou demonstrar como conceitos relacionados à modernidade e globalização impactaram nas práticas alimentares e como estas foram apreendidas por parte dos proprietários de food trucks, permitindo o crescente sucesso deste nicho gastronômico, inclusive na cena alimentar brasileira.


Semapa_JuliaEntre os dias 04 e 08 de novembro de 2016, teve lugar na Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) o IV ENCONTRO DE SOCIOECONOMIA DO MEIO AMBIENTE E POLÍTICA AMBIENTAL (SEMAPA). Durante o evento, a Coordenadora do IRIS Prof. Dra. Julia Guivant fez uma palestra como conferencista convidada sobre o “Produção de alimentos e produção sustentável”.

O evento faz parte de um esforço do Departamento de Políticas Públicas, pesquisadores do Departamento de Ecologia e do Departamento de Economia, bem como mestrandos e graduandos que formam o grupo de pesquisa Sociedade, Ambiente e Desenvolvimento, localizado no Departamento de Políticas Públicas da UFRN para debater com a comunidade acadêmica e sociedade em geral sobre as questões da sustentabilidade ambiental de maneira interdisciplinar, que no seu quarto encontro tem como pano de fundo o debate sobre a política e gestão ambiental no Brasil e no Rio Grande do Norte. O IV SEMAPA mostrou-se um important canal de reflexão entre a sociedade potiguar e a Universidade no que tange a questões ambientais contemporâneas. O produto da Mesa Redonda, Conferências, banners e comunicações foram organizados em Anais eletrônicos, podendo ser acessados clicando aqui.

  • Administradores do Site
  • 1960 - 2015 - Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) | Central Telefônica - (48) 3721-9000 |
  • Última atualização do site foi em 15 de abril 2017 - 20:17:01
SeTIC
Páginas UFSC