Abril

04/05/2015 14:41

Na última edição da revista acadêmica dos alunos de Ciências Sociais da UFSC – Café com Sociologia – V.4 n.1 Jan./abr. 2015 foi publicado um artigo da bolsista de iniciação científica do IRIS, Caroline Stresser. O artigo intitulado Onde sonham as formigas verdes: colonialismo, mercantilização e moralidades no filme de Herzog” é o resultado do PPCC (Pratica pedagógica como componente curricular) e foi produzido em coautoria com os discentes Natan Schmitz Kremer, Ana Luzia Garcia e Rachel Santos Abrão. O texto se propõe a análise do filme Onde Sonham as Formigas Verdes, do diretor alemão Werner Herzog. A produção se passa na Austrália, no período de colonização inglesa. O dilema central se dá por conta do desejo da empresa de mineração inglesa Ayres objetivar extrair urânio do território aborígene. As cenas evidenciam as distintas moralidades envolvidas nas distintas estruturações sociais, com distintas relações com tempo, dinheiro, trabalho e religiosidade.


 

2015-04-24 12.51.41

Dos dias 23 a 25 de abril a professora Julia Guivant e Maria Olandina Machado participaram do  Seminário Internacional da Integração do Agronegócio com o Sistema Judicial, em Cuiabá-MT, realizado pela Federação da Agricultura e Pecuária de Mato Grosso (Famato) em parceria com o Tribunal de Justiça (TJ-MT). O seminário teve por objetivo integrar os produtores rurais e o sistema judicial na discussão sobre os desafios e problemas enfrentados pelo agronegócio no mundo globalizado. Os temas abordados giraram em torno do panorama geral da macroeconomia no Brasil e no Mundo; o cenário agro mundial; políticas agrícolas; legislação ambiental; negócios jurídicos e o direito aplicado ao agronegócio e contou também com palestrantes dos Estados Unidos e União Europeia, bem como pessoas de renome nacional.

Lavoura de Soja em visita de campo em Campo-Verde-MT

Lavoura de Soja em visita de campo em Campo-Verde-MT

As integrantes do Iris também participaram de uma atividade especial do evento, destinada principalmente aos magistrados, que era a visita a uma das propriedades rurais do Grupo Bom Futuro, o maior produtor de soja individual do mundo. O grupo produz também milho, algodão e peixes em larga escala. Nesta saída de campo foi possível ver de perto a realidade do agronegócio.


Caroline, Pedro e Julia

Caroline, Pedro e Julia

 

No dia 14 de abril, na sede da OAB em Florianópolis, a equipe do Iris coordenada pela professora Julia Guivant, participou da terceira Reunião do Fórum Catarinense de Combate aos Impactos dos Agrotóxicos e Transgênicos – FCCIAT. Na primeira parte da reunião, após os comunicados gerais de alguns participantes, a pesquisadora da UFSC, Sara Agapito, fez uma apresentação sobre a atuação da CTNBio nas aprovações dos organismos geneticamente modificados. A segunda parte foi destinada à organização das quatro Comissões Temáticas do Fórum: Regulação, Impactos, Segurança Alimentar e Mercado. As comissões foram compostas por membros dos mais diversos segmentos presentes e estes escolheram o coordenador e o secretário de suas respectivas comissões. Além disso, os integrantes definiram as ações mais imediatas e encaminhamentos futuros.

Março

18/03/2015 12:10

 

Mesa do Fórum Catarinense de Combate aos Impactos dos Agrotóxicos e Transgênicos

Mesa Diretiva do Fórum Catarinense de Combate aos Impactos dos Agrotóxicos e Transgênicos

Dia 24 de março teve lugar a segunda reunião do “Fórum Catarinense de Combate aos Impactos dos Agrotóxicos e Transgênicos(FCCIAT)No evento foi aprovado o Regimento Interno e a criação de quatro Comissões Temáticas sobre Regulação, Impactos, Segurança Alimentar e Mercado que subsidiaram o FCCIAT para estabelecer a metodologia básica de organização das atividades dos representantes de quase 60 organizações públicas e privadas que subscreveram o ato constitutivo da sua criação.

Nesta mesma plenária foi definido que a Coordenação Geral do FCCIAT será exercida pela Ordem dos Advogados do Brasil – Seção de Santa Catarina (OAB/SC) por intermédio do Presidente da Comissão de Direito Agrário, Jeferson Rocha, tendo na Coordenação Adjunta a Universidade Federal de Santa Catarina (UFSC) na pessoa da Professora Dra. Julia Silvia Guivant – Coordenadora do Instituto de Pesquisa em Riscos e Sustentabilidade (IRIS) – e a Secretaria Executiva será conduzida pelo Ministério Público do Estado de Santa Catarina (MPSC), por intermédio da Promotora de Justiça Greicia Malheiros da Rosa Souza – Coordenadora do Centro de Apoio Operacional do Consumidor (CCO). Veja mais informações clicando aqui.

Sob a coordenação da Professora Guivant foi aprovado um projeto de extensão na UFSC para o acompanhamento das atividades do FCCIAT. Além da Dra. Julia Guivant o projeto contempla duas bolsas de extensão para discentes de graduação. Os pesquisadores do IRIS estão confiantes quanto aos possíveis resultados do Fórum. Nas palavras da Professora Guivant: “Espero que este fórum nos ofereça um espaço para atuar e contribuir com otimismo em temas que estamos estudando faz tempo!”


IV-EICS

 

O membro do IRIS, Fábio Henrique Silva Luiz apresentou e publicou um artigo completo sob o título: “Grãos não transgênicos: a construção de um mercado a partir dos riscos” no Encontro Internacional de Ciências Sociais. O trabalho que pode ser consultado aqui é fruto do trabalho da bolsa de Iniciação Cientifica (IC) sob a supervisão da Professora Dra. Julia Guivant durante o ano de 2014.


14072_10205980705105561_7636375362981895977_n

Dia 16 de março às 9hs no Mini-Auditório do CFH/UFSC ocorreu a Defesa pública de Doutorado Interdisciplinar em Ciências Humanas  do pesquisador do IRIS  João Samarone Alves de Lima, sob o título “Tecnologias da informação e comunicação no caminho da sustentabilidade.” Fizeram parte da banca:  Profa. Dra. Gina Rizpah Besen – USP; Adilson Alves – Univ. Estadual do Oeste do Paraná, Campus Francisco Beltrão; Prof. Dr. Sérgio Luís Boeira; Profa. Dra. Luzinete Simões Minella; Prof. Dr. Luiz Fernando Scheibe – PPGICH; Além da Presidente/Orientadora Prof.ª Dra. Julia Silvia Guivant e o Co-orientador Prof. Dr. Selvino José Assmann. A tese recebeu muitos elogios e foi considerada aprovada. Parabéns ao Dr. João Samarone e seus orientadores.

Fevereiro

20/02/2015 11:49

 

Adilson na Conferencia Euro-Latinoamericana

Adilson na Conferencia Euro-Latinoamericana

Entre os dias 25 a 27 de fevereiro o pesquisador do IRIS, Prof. Dr. Adilson Francelino Alves participou da “Conferencia Euro-Latinoamericana” realizada na Cidade de Valência – Espanha, com a apresentação de dois trabalhos: “El desarrollo territorial heterocentrado y autocentrado: las experiencias de Unicafes y Capa” e “El Programa Nacional de Alimentación Escolar de Brasil y el papel del agente local en la promoción del desarrollo rural“. A conferencia se realiza no marco do projeto Universidades Estratégicas: Rede de Universidades para a promoção de planejamento estratégico participativo. O projeto é financiado pela União Europeia através do programa ALFA III e tem como objetivo fortalecer o rol das instituições de educação superior (IES), na promoção de processos de desenvolvimento econômico local inclusivos e equitativos nos seus territórios de atuação.


Da esquerda pra direita. Marília, Julia, Ricardo e Caroline

Da esquerda pra direita. Marília, Julia, Ricardo e Caroline

 

No  dia 26 de fevereiro às 14hs, nas dependências do IRIS, ocorreu a defesa pública do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) em Ciências Sociais do integrante do IRIS Ricardo Francisco Paes, sob o título “A construção da qualidade: estudo sobre a legitimação do standard da lei de pureza alemã no mercado catarinense de cervejas”. Fizeram parte da banca a doutoranda Marília Luz David e a Dra. Caroline da Graça Jacques, além da orientadora Professora Dra. Julia Guivant. Com muitos elogios, o trabalho foi aprovado e recebeu 10 como nota final!

 

 


 

Manuela durante a apresentação em Liege

Manuela durante a apresentação em Liege

No dia 18 de fevereiro, às 14:30h, na sala de seminário 6, Faculdade de Direito e Ciência Política e Criminologia, Departamento de Ciência Política da Universidade de Liége ocorreu uma apresentação dos dados preliminares da tese da pesquisadora do IRIS Manuela Diamico, sob o título “The academic field of food production: a comparative study between Belgium and Brazil”Este trabalho e doutorado
sandwiche da pesquisadora é mais um dos frutos do convênio CAPES WBI – Bélgica entre o IRIS e o Centro de pesquisa Spiral sob a coordenação 
brasileira da Professora Dra. Julia S. Guivant (IRIS-UFSC) e coordenação belga do Prof. Dr. Sebastién Brunet (Spiral – Université de Liège).


 

Da esqurda para direita: Júlia Guivant, Pedro Jacobi e  Luisa Schmidt

Da esquerda para direita: Julia Guivant, Pedro Jacobi e Luisa Schmidt

Entre os dias 01 e 05 de fevereiro, a Coordenadora do IRIS, Prof. Dra. Julia Guivant coordenou em parceria com os também professores Pedro Roberto Jacobi (USP) e Luisa Schmidt (Universidade de Lisboa) o Grupo de Trabalho (GT) 100: Mudanças climáticas e Mudanças sociais – complexidades e urgências, no  XII Congresso de Ciências Sociais e Humanas em Língua Portuguesa CONLAB e I Congresso da Associação Internacional de  Ciências Sociais e Humanas em Língua Portuguesa (AICSHLP). O evento ocorreu na Faculdade de Ciências Sociais e Humanas da Universidade Nova de Lisboa – Portugal. O GT versou sobre estudos direcionados as mudanças climáticas que estão hoje presentes em todos os programas e agendas econômicas, políticas, sociais e até religiosas. O quadro do problema discutido é dramaticamente reconhecido (atmosfera, água, desertificação, biodiversidade…) e as suas implicações sociais agravam todas as desigualdades no mundo.

Andreza Martins no XII CONLAB

Andreza Martins no XII CONLAB

Neste mesmo GT, em sua Sessão III, no dia 02 de Fevereiro, a bióloga, mestre em geografia, doutoranda do Programa de Pós-Graduação Interdisciplinar em Ciências Humanas (PPGICH) e pesquisadora do IRIS Andreza Martins apresentou um trabalho intitulado “Oceanos, pesca e mudanças climáticas: o social em perspectiva”.

 

Janeiro

20/01/2015 14:22
Sociologia perde Ulrich Beck
Beck, ao centro de camisa preta, com o grupo em workshop realizado em Paris (9/12/2014)

Beck, ao centro de camisa preta, com o grupo em workshop realizado em Paris (9/12/2014)

Faleceu no dia 1 de janeiro o sociólogo alemão Ulrich Beck. Considerado um dos mais influentes e importantes sociólogos contemporâneos, Beck morreu aos 70 anos, vítima de um ataque cardíaco. Nascido em 1944 na Pomerânia, Beck ganhou notoriedade em 1986 com a publicação da obra Sociedade de Risco (Riskiogesellschaft), traduzida para mais de 30 idiomas. De acordo com a professora Dra. Julia Guivant, que participou do seu último projeto  – Cosmoclimate -, sua morte é uma grande perda. “Além de ser o intelectual que admirava há anos, e que influenciou significativamente minha vida acadêmica assim como a de uma geração de cientistas sociais, descobri uma pessoa modesta, acessível, com senso de humor e capaz de escutar com atenção e respeito todos os comentários. Foi uma honra ter participado de sua equipe, ver como pensava, como queria seguir construindo não só uma teoria, mas também diversas pesquisas empíricas”. A professora Guivant esteve no início de dezembro com Beck, na última reunião da equipe do Cosmoclimate, em Paris. “Ele estava com essa capacidade de trabalho inesgotável, cheio de energia e poder de estimular o diálogo e o debate. Uma luz que se foi e deixa saudades”, lembra. A foto a direita é deste último encontro.

Para saber mais: Current Sociology published, in the January 2015 issue, what is probably the last original piece of Prof. Beck: “Emancipatory catastrophism: What does it mean to climate change and risk society?”

Dezembro

12/01/2015 11:40

 

Da esquerda para direita. Nathalia, Rochele, Julia e Denise.

Da esquerda para direita. Nathalia, Rochele, Julia e Denise.

 

No dia 18 de Dezembro de 2014 às 14hs, nas dependências do IRIS, ocorreu a Defesa pública do Trabalho de Conclusão de Curso (TCC) em Ciências Sociais da integrante do IRIS Rochele Deminskido, sob o título “Estratégias de Marketing para venda de alimentos orgânicos no mercado Espaço Mais Saúde”. Fizeram parte da banca as doutorandas Denise Nunes e Nathalia Lima, além da coordenadora e orientadora Professora Dra. Julia Guivant. A monografia foi considerada aprovada e a estudante apta a concluir este último estágio da graduação.