Setembro

22/09/2015 17:30

IMG_4573

No dia 18 de Setembro  às 14h na sala de reuniões do PPGSP (CFH) ocorreu a defesa de dissertação de mestrado  de Carlos Alexandre de Oliveira. Título: “Os transgênicos na visão de professores e alunos do curso de agronomia do IFNMG Câmpus Januária”. Membros da banca: Orientadora Prof.ª Dr.ª Julia Silvia Guivant Titulares: Prof.ª Dr.ª Marcia da Silva Mazon (Universidade Federal de Santa catarina); Prof.ª Dr.ª Tade-Ane de Amorim (Universidade do Sul de Santa Catarina); Prof. Dr. Alysson Hubner (Instituto Federal Sul-Rio-Grandense). Suplente: Profº. Dr. Amurabi Pereira Oliveira (Universidade Federal de Santa Catarina).


10533422_952107378164799_6216061573220954414_n
No dia 16 de Setembro, aconteceu no IRIS a primeira reunião quinzenal de discussão sobre a metodologia da cartografia de controvérsias. O encontro foi bem produtivo e contou com a participação das doutorandas Andreza, Nathália, Maria Olandina e Manuela, do doutorando Déberson (via skype), do mestrando Ricardo, dos(as) graduandos(as) Pedro, Ana, Rachel e Caroline e da coordenadora Julia Guivant.


24 e 25 de setembro de 2015, no Auditório Promotor de Justiça Andrelino Bento Santos Filho, localizado no Edifício-Sede do MPDFT: Seminário “O combate ao uso indiscriminado de agrotóxicos: Desafios e Perspectivas”, promovido pela Promotoria de Justiça de Defesa do Meio Ambiente e Patrimônio Cultural – PRODEMA. O seminário é aberto ao público e as inscrições podem ser feitas pelo link www.mpdft.mp.br/inscricoes até o dia 21 de setembro. Entre os temas debatidos estarão: efeitos dos agrotóxicos sobre a saúde humana, boas práticas agropecuárias, produção orgânica de alimentos e legislação sobre agrotóxicos, entre outros. A programação completa pode ser acessada aqui. Participantes com pelo menos 75% de frequência receberão certificado ao final do evento. No total, serão 10 horas de atividades.

 

Agosto

10/08/2015 09:40

unnamed (4)No dia 31 de agosto teve  lugar o encontro do Fórum contra os impactos dos agrotóxicos e transgênicos (FCCIAT), realizada na OAB as 14h com significa presença dos membros. A pauta incluiu: 1. Aprovação da Ata da Plenária do dia 29.6.2015; 2. Informes; 3. Proposta Coordenação do FCCIAT; 4. Aprovação do Regimento das Comissões; 5. Apresentação dos objetivos do Fórum Nacional de Combate aos Impactos dos Agrotóxicos; 6. Apresentação e votação da Moção referente a Contratação Engenheiros agrônomos para serviços de fiscalização agrotóxicos pela CIDASC, Empresa pública responsável por este trabalho no Estado.Aprovação dos encaminhamentos da Comissão de Segurança Alimentar, notadamente quanto a solicitação de cópia do procedimento administrativo que trata do novo Decreto de Agrotóxicos em trâmite na Secretaria de Agricultura; 8. Aprovação de Nota de Repúdio a ser encaminhada aos Senadores sobre Projeto de Lei da Câmara n. 34, do Deputado Luis Carlos Heinze, que altera a Lei n. 11.105, de 24 de março de 2005, sobre a alteração na rotulagem dos transgênicos; 9. Aprovação de seminário sobre impactos dos agrotóxicos e comissão organizadora; 10. Relato sobre a lei que proíbe a capina química no estado de SC e a necessidade de sua manutenção; 11. Assuntos Gerais Também foi votada, entre outros temas, a proposta de nova Coordenação do FCCIAT, elaborada e acordada anteriormente entre o Coordenador, a Vice Coordenadora e a Secretária Executiva do FCCIAT, a qual conferiria a Coordenação do Fórum ao Ministério Público, a Vice Coordenadoria à OAB e a Secretaria Executiva à UFSC, representada pela Dra.Guivant. A ata completa da reunião poderá ser consultada no blog do fórum.


9781138891821Foi lançado neste mês de agosto o livro Governing Agricultural Sustainability: Global lessons from GM crops, editado por Phil Macnaghten e Susana Carro-Ripalda. O livro trata sobre como os cultivos transgênicos são vistos por seus defensores como um componente-chave do futuro da agricultura mundial e como parte da solução para a pobreza e a fome no mundo, contudo esta não é uma visão uniforme e nem universal: os cultivos são marcados por muitas controvérsias e comumente apresentam uma regulação inadequada e tendenciosa.

Este livro tem como objetivo compreender essas dinâmicas envoltas a produção de alimentos transgênicos ao analisar o impacto das culturas geneticamente modificadas em diversos contextos e as suas potencialidades para contribuir para futuros agrícolas sustentáveis. A Parte 1 baseia-se em pesquisas de três potências emergentes globais – Brasil, Índia e México – explorando os pontos de vista dos cientistas, agricultores e consumidores. Usando um diversificado leque de metodologias etnográficas e qualitativas, o livro examina a dinâmica que têm apoiado a controvérsia em três diferentes contextos geopolíticos, a maneira como se deram os enquadramentos institucionais dominantes estreitamente alinhados com os interesses das elites, e as múltiplas formas de resistência local através de práticas e materiais simbólicos. A Parte 2 compreende uma série de 11 artigos curtos de importantes cientistas sociais que pretendem responder à questão de como desenvolver um quadro político para a inovação responsável e sustentável, socialmente justa e culturalmente apropriada nas tecnologias agrícolas que utilizam cultivos geneticamente modificados.

O capítulo 3  “An Analysis of the GM Crop Debate in Brazil” by Julia S. Guivant and Phil Macnaghten é resultado da pesquisa realizada no Brasil, liderados pela Dra. Guivant na qual participaram diversos membros do IRIS, especialmente Adilson Alves, Laura Guerrero e Naira Tomiello, com apoio de Ricardo Paes, Marília David e Denise Nunes.


21 de Agosto: Muito nos alegramos com a noticia que o convenio Capes/Nuffic coordenado pela Dra. Guivant na UFSC e pelo Dr. Gert Spaargaren da Wageningen University (Holanda) foi aprovado e entrará em vigência em 2016.

20 a 21 de Agosto: a Dra. Guivant participou do comité de premiação da Capes de melhor tese de doutorado em Sociologia. Resultados aqui.

Entre os dias 26 e 28 de agosto de 2015, o pesquisador do IRIS Adilson Francelino Alves participou do III Congreso Latinoamericano de Ciencias Sociales (www.flacso.edu.ec/congreso/inicio/info.flacso) realizado no Equador. O evento foi organizado pela Faculdade Latino-Americana de Ciências Sociais (Flacso). A Flacso é um organismo internacional autônomo e de natureza intergovernamental, fundado em 1957 pelos Estados Latino-Americanos.  O III congresso da Flacso reuniu pesquisadores do mundo todo que apresentaram pesquisas de alto nível em diversas áreas das ciências sociais. Além da participação no evento, o pesquisador do IRIS iniciou conversas para o estabelecimento um acordo de cooperação com a FLACSO-Equador.

Julho

10/08/2015 09:13
Deberson Jesus durante o VIII ALACIP 2015.

Déberson Jesus durante o VIII ALACIP 2015.

 

Entre os dias 22 e 24 de julho de 2015, o pesquisador do IRIS Déberson Jesus participou do VIII Congresso Latino-americano de Ciência Política – ALACIP 2015, sediado pela Pontifícia Universidad Católica del Perú, em Lima -Perú. O ALACIP é um evento técnico-científico bianual organizado pela Associação Latino-americana de Ciência Política, uma organização científica internacional sem fins lucrativos, composta por acadêmicos, pesquisadores e profissionais que visam promover o desenvolvimento de estudos de ciência política na América Latina e no Caribe. No evento foram apresentados pelo pesquisador dois trabalhos, o primeiro sobre Partidos políticos e seus vínculos com a sociedade civil e o segundo versa sobre Elites políticas juvenis no Parlamento Federal Brasileiro (1990-2014). Para ver o programa, clique aqui: Programa VIII Congreso ALACIP 2015

 

Junho

29/06/2015 17:20
11224177_1602921109988782_3729226930033332321_n

Caroline Stresser durante apresentação no FCCIAT

 

No dia 29 de junho ocorreu no Auditório do Centro Sócio Econômico (CSE), na UFSC, a reunião plenária do Fórum Catarinense de Combate aos impactos dos Agrotóxicos e Transgênicos (FCCIAT). a plenária contou a participação de mais de 50 representantes de diversas entidades e orgãos governamentais.Dando inicio a plenária a Promotora de Justiça Greicia Malheiros da Rosa Souza, secretaria executiva do Fórum, relatou sua participação no Fórum nacional de Combate aos impactos dos Agrotóxicos e falou sobre as ações que vem sendo tomadas em âmbito nacional. Na sequência ocorreram três breves apresentações de temas relacionados aos agrotóxicos e transgênicos. A primeira apresentação foi feita pela membra do IRIS  Caroline Finger Stresser sobre a mudança na rotulagem de produtos transgênicos. Em seguida o médico Pablo Moritz, do Centro de Informações Toxicológicas de Santa Catarina,  apresentou os impactos do glifosato na saúde humana. A terceira apresentação foi realizada pela Companhia Integrada de Desenvolvimento Agrícola de Santa Catarina (CIDASC), com um breve histórico das ações que esta vem promovendo no que diz respeito a fiscalização dos agrotóxicos. Logo após os grupos temáticos apresentaram o trabalho que desenvolveram desde a última reunião plenária.


Entre 23 a 25 de Junho de 2015  houve na sede da Tractebel Florianólopis o IV Seminário Ética, Sustentabilidade e Energia. O evento contou com a Palestra “Inovando o Relacionamento com as Comunidades” do membro do IRIS, Dr. Alexandre Castro.

Dr. João Samarone em apresentação no CISTI’2015

Dr. João Samarone em apresentação no CISTI’2015

Entre 17 e 20 de junho o professor Dr. João Samarone Alves de Lima, integrante do Iris, participou da CISTI’2015 – 10ª Conferência Ibérica de Sistemas e Tecnologias de Informação em Águeda, Aveiro, Portugal. A CISTI é um evento técnico-científico anual organizado pela Associação Ibérica de Sistemas e Tecnologias de Informação (AISTI) em parceria com a Universidade de Aveiro e teve como objetivo a promoção de debates no domínio dos Sistemas e Tecnologias de Informação no espaço Ibérico, dinamizando a ligação entre a academia, a investigação, as empresas e a sociedade. No evento foi apresentado pelo integrante do Iris o artigo intitulado “Benefícios da Reciclagem do E-waste no Brasil: Estudo de Caso no Recife”.

 

Maio

26/05/2015 17:14

 

Professores Pedro Jacobi,   Julia Guivant e José Luiz Cerveira.

Professores Pedro Jacobi, Julia Guivant e José Luiz Cerveira.

De 17 a 20 de maio ocorreu o 7º Encontro Nacional da Anppas na Universidade de Brasília (UNB), em Brasília. No dia 20 de maio, no Auditório 1 da Faculdade de Saúde (FS1), a Professora Julia Guivant coordenou uma mesa de trabalho em Homenagem a Ulrich Beck. Na ocasião, além da Dra. Guivant houve a exposição dos professores José Luiz Cerveira (UFPR) e Pedro Jacobi (USP).

Durante o evento, no dia 19 de maio, houve também a apresentação do trabalho da pesquisadora do IRIS, Andreza Martins no GT10 – Teoria Social e Meio Ambiente: avanços e desafios –  sob o título “Conflito e Cooperação: reflexões sobre as histórias das relações entre humano e natureza”. Confira a programação completa do evento aqui.


A Revista Ambiente & Sociedade publicou neste mês de maio seu volume 18.1 Tendo como tema: Gênero e meio ambiente. Sob o editorial de Pedro Roberto Jacobi, Vanessa Empinotti e Renata Ferraz de Toledo a edição traz 12 artigos, contemplando temas de grande relevância no contexto da temática socioambiental contemporânea, como o manejo de áreas naturais e a importância dos saberes tradicionais locais; o controle social em políticas públicas de saneamento; governança da água; vulnerabilidade socioambiental em áreas urbanas e em práticas agrícolas, pesqueiras e florestais; o cultivo de organismos geneticamente modificados; alimentação orgânica; mercado de carbono; e práticas pedagógicas para o ecodesenvolvimento. Duas resenhas fecham ainda este volume. Acesse aqui a revista.


Community Table - NYU Dept. Food Studies. May 14, 2015

Community Table – NYU Dept. Food Studies. May 14, 2015

No dia 14 de maio a Coordenadora do IRIS, Professora Dra. Julia Guivant participou de um evento promovido pelo departamento de Nutrição, Estudos Alimentares e Saúde pública da New York University. O evento denominado “Community Table” consiste em um encontro em torno de uma grande mesa onde consumidores, empresários, pesquisadores e estudantes de alimentos juntam-se para trocar idéias e descobertas. O design é sempre uma mesa, uma conversa, onde o coletivo determina o conteúdo. Trata-se de uma ideia que o IRIS já está organizando para realizar na UFSC.